Psicoterapia

A psicoterapia tem como finalidade promover mudanças afetivas que possam aumentar o bem estar pessoal e a relação com os outros, através de um trabalho de ligação entre as experiências pessoais atuais e as do passado, sempre no sentido da auto-realização.

Com base nesta perspetiva positiva o atendimento em qualquer área da psicologia tem de ser centrada na totalidade da pessoa. O principal elemento regulador do estado de bem estar está na relação e não no isolamento, pois ninguém pode transformar ninguém, mas ninguém se transforma sozinho. Esta visão abrangente da psicologia não se restringe ao tratamento dos sintomas, mas apresenta como finalidade principal a adaptação pessoal, social e a liberdade interior.

A psicologia não tem as respostas para as dificuldades e angústias que abalam as pessoas, por isso quando se procura um psicólogo, este não vai dar conselhos nem julgar, pois o que pode ser o certo para mim, pode não ser para outro; o que é considerado normal nem sempre é o mais saudável. Estando presente, empático, compromete-se profissionalmente ao pedido de quem o procura.

Todo ser humano é único, complexo e criativo. A atuação do psicólogo tem de ser integral e orientada para as particularidades do paciente. Tem de compreender a subjetividade do outro e isto envolve mais do que simplesmente os sintomas referenciados, pois nem sempre aquilo que o paciente se queixa é a verdadeira causa, nem sempre o que ele expressa verbalmente é a sua real necessidade.

O papel do psicólogo é compreender e auxiliar o outro no processo de ressignificação do dito sintoma. Através de uma relação intersubjectiva, iniciam uma viagem a dois, a desconstrução começa e a análise torna-se mais abrangente. Muitas vezes, há uma repercussão imediata em alterações corporais, o rosto relaxa e o peso torna-se mais leve. 

 

Objetivos:

  • Ultrapassar uma fase difícil e dor emocional
  • Resolver relações conflituosas
  • Alterar atitudes e comportamentos
  • Compreender o tipo de relações estabelecidas com os outros
  • Refletir acerca de si próprio e das suas emoções
  • Proporcionar maior compreensão das suas necessidades e potencialidades

 

Áreas de Intervenção:

  • Tristeza e Desmotivação
  • Depressão e Ansiedade (Ataques de Pânico)
  • Obsessões e Compulsões 
  • Dificuldades Afetivas
  • Fobias e Medos
  • Stress Pós Traumático
  • Stress Profissional (Burnout)
  • Problemas Familiares e do Casal
  • Alterações de Comportamento Infantil
  • Insucesso Escolar / Fobia Escolar